Diagnóstico do modelo de Governança Corporativa

Diagnóstico do modelo de Governança Corporativa

A boa Governança Corporativa implica o desenvolvimento de um sistema que articule de forma eficiente e eficaz as relações entre acionistas, Conselho de  Administração e gestão. (Foto: Divulgação).

A Governança Corporativa tem se desenvolvido no Brasil, de forma a atender a pressão dos investidores, tanto locais quanto internacionais, e reforçando a estrutura de negócios, o relacionamento com stakeholders e a transparência das empresas. Esse esforço tem requerido grande comprometimento das organizações, representadas por seus executivos e membros de conselho, e também de seus colaboradores, responsáveis pela implementação das estratégias de governança.

A pesquisa “Transparência em movimento – O atual estágio de GC no Brasil”, realizada pela Deloitte, demonstra que tal esforço tem se revertido em benefícios para as empresas, independente do estágio de maturidade de sua governança. Além disso, confirma que o tema da Governança Corporativa é um caminho sem volta, evolutivo, e em constante melhoria.

Um grande número de recomendações, códigos e princípios sobre Governança Corporativa surgiu nos últimos anos. Para ir além do atendimento às exigências de órgãos reguladores nacionais e internacionais, a implementação de boas práticas de Governança Corporativa destaca-se como um sistema integral para a geração de segurança e valor aos acionistas.

Incorporar as boas práticas e recomendações sobre governança à cultura empresarial e dinâmica de negócios sem descuidar da gestão estratégica é, sem dúvida, um dos principais desafios atualmente impostos às organizações. A boa Governança Corporativa implica o desenvolvimento de um sistema que articule de forma eficiente e eficaz as relações entre acionistas, Conselho de Administração e gestão.

O modo mais eficaz para avaliar um modelo de Governança Corporativa é a observação do incremento de valor e rentabilidade para o acionista
no longo prazo, sem esquecer os aspectos que modelam o relacionamento da organização com suas partes interessadas – empregados, clientes, fornecedores, comunidade e meio ambiente.

Framework de governança corporativa

O primeiro passo para o sucesso na implementação de um framework de Governança Corporativa é a realização de um diagnóstico do modelo atual, que vai direcionar os caminhos e os desafios para o desenvolvimento de um plano customizado que responda às particularidades de cada organização.

Conselhos de administração, comitês de assessoramento e a alta direção das empresas devem estar alinhados quanto aos principais aspectos
relativos à governança, tais como gestão de riscos, desenvolvimento sustentável, tomada de decisão e delegação de autoridade.

O diagnóstico contribui para uma visão holística do cenário e da evolução da Governança Corporativa dentro da estrutura organizacional, apoiando as empresas em seus processos de reflexão estratégica e de estruturação e revisão dos componentes da governança.

A partir dessa análise detalhada, são identificadas as recomendações que elevarão o modelo de Governança Corporativa às melhores práticas
da atualidade, respeitando as necessidades e as possibilidades de cada organização.

 

Fontes:

Avalie este artigo: 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas 3 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

X