IoT

A Internet das Coisas (IoT) é um termo criado por Kevin Ashton, a um pioneiro tecnológico britânico que concebeu um sistema de sensores onipresentes conectando o mundo físico à Internet, enquanto trabalhava em identificação por rádio frequência (RFID). Embora as coisas, a Internet e a conectividade sejam os três componentes principais da Internet, o valor está no fechamento das lacunas entre os mundos físico e digital em sistemas com recursos de reforço e aprimoramento automáticos.

A IoT cria esses sistemas ao conectar coisas, animadas ou inanimadas, à internet com identificadores exclusivos que oferecem contexto, o que proporciona visibilidade à rede, aos dispositivos e ao ambiente. Capacitada com conjuntos de dados completos e usando análise avançada, a IoT pode nos oferecer insights importantíssimos sobre o nosso mundo: ao medir as vibrações de pás de turbinas eólicas e executar análise em tempo real para determinar necessidades de manutenção antes que as pás apresentem defeitos. Ao reduzir o consumo de energia em edifícios controlando a iluminação em andares quando ninguém estiver presente. Ou ao criar veículos sem condutor que processam informações ambientais para tomar decisões imediatas para parar e evitar acidentes. O conhecimento coletivo sobre o mundo físico, obtido por meio da IoT, tornam-se ideias para aumentar a eficiência, novos modelos de negócios, diminuir a poluição e melhorar a saúde.

FONTE:

Avalie este artigo: 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas  

Você pode gostar...

X