Even investe em plataforma de governança corporativa

A empresa buscou melhorar seus processos de governança, otimizando o tempo

Com uma estrutura robusta e organizada de Governança Corporativa, a Even Construtora e Incorporadora apostou na tecnologia para organizar as reuniões de seu conselho e seus comitês, que antes eram feitas de maneira manual.

No final de 2017, a empresa de capital aberto, que atua no segmento de empreendimentos residenciais e comerciais há mais de 40 anos, implementou a plataforma Atlas Governance, que tem como objetivo automatizar as rotinas de governança corporativa de empresas, associações, cooperativas e outras entidades que possuam processos de governança.

De acordo com Monise Oyama, responsável pela área de Planejamento Estratégico & Gestão e Governança Corporativa da Even, a companhia sentia a necessidade de automatizar a rotina das reuniões do Conselho, visto que tudo era feito de forma manual, por meio de trocas de e-mails.

A segurança, que inclui criptografia e identificação em marcas d’água, assim como a facilidade de uso, foram fatores fundamentais para a companhia optar pela solução da Atlas.

Com uma simples autenticação por reconhecimento facial ou impressão digital, o conselheiro já tem acesso aos materiais do Conselho ou comitê do qual participa

Para a Even, o principal ganho com a ferramenta foi na gestão do tempo (estimativas de mercado indicam que conselheiros desperdiçam até três horas por mês acessando materiais), já que a solução ajuda na organização da reunião, compartilhamento e proteção de materiais, e acompanhamento da implementação das decisões tomadas. Além disso, todos os conselheiros, diretores e gerentes estratégicos – hoje são 27 – podem acessar os documentos a qualquer momento de qualquer dispositivo, graças aos recursos avançados de segurança e facilidade de uso.

“A Even conta com uma sólida estrutura de Governança Corporativa e conduz os negócios dentro dos mais elevados padrões do mercado. Com a adoção da ferramenta, a companhia simplesmente automatizou o que já era feito manualmente, sem precisar implementar novos processos pela adoção da plataforma. Constantemente recebemos sugestões de clientes sobre novas funcionalidades que podem ser incluídas na plataforma, a Even é uma grande colaboradora neste sentido”, comenta Eduardo Shakir Carone, CEO da Atlas Governance.

Em um momento de aquecimento do setor de incorporação – as ações da empresa se valorizaram em aproximadamente 42% desde as eleições -, a empresa buscou melhorar seus processos de governança, otimizando o tempo, que passou a ser aproveitado para inclusão de novas atividades de valor para a companhia.

No Brasil, os conselhos são eleitos por sócios e acionistas das empresas, e têm a missão de supervisionar o funcionamento das corporações. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBCG, a média de idade dos conselheiros brasileiros é de 57 anos.

Para atender a este público, a Atlas Governance investiu em uma aplicação ágil e extremamente simples. Com uma simples autenticação por reconhecimento facial ou impressão digital, o conselheiro já tem acesso aos materiais do Conselho ou comitê do qual participa.

Considerando todos os agentes que se utilizam de governança – empresas de capital aberto, fechado, cooperativas, entidades sem fins lucrativos, associações, bancos, etc – o mercado de portais de governança deve atingir algo entre R$ 1 e R$ 2 bilhões ao ano.

FONTE: 

Avalie este artigo: 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas 7 

Você pode gostar...

X